COVID-19 e Trabalhadores Ambulantes: Recomendação da Defensoria Pública de São Paulo e da NE-HABURB 

Nesta última terça-feira (24/03), foi lançada a Recomendação da Defensoria Pública de São Paulo e da NE-HABURB às Subprefeituras e Secretarias do município de São Paulo solicitando que tomem providências em relação a assegurar a subsistência e prevenir violações dos de direitos humanos em relação aos trabalhadores e trabalhadoras ambulantes nesta situação de pandemia da COVID-19.

O documento fala sobre como a quarentena afetaria negativamente a renda básica desta parcela da população, formada majoritariamente por idosos  e deficientes, e pede o desenvolvimento de políticas para a promoção de direitos de grupos populacionais vulneráveis, ainda que transitórias e emergenciais.

LEIA AQUI O DOCUMENTO